domingo, 23 de março de 2014

Válvula de escape

Penso no dia em que usarei
Minha válvula de escape
Às vezes penso que será logo
Não me parece que irá tardar

Há segredos que hei de não revelar
Não me interessa
Ninguém parece se interessar...
Cuidarei bem deles sozinha

Minha saída é bela, sutil
Tão secreta e discreta que me diverte
E diverte a quem se dispõe a descobri-la
Mas preservo seu mistério cuidadosamente

Uma vez utilizado tal escape
Não há volta, e digo mais
Neste dia, reconhecerei-me tão bem
Que aquilo do qual fugira perderá seu sentido

Delicio-me imaginando
As expressões
Do mais puro
Arrependimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário