quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Cinco minutos

Faria da saudade
chuva fria
Do seu calor
uma coberta
Da descoberta
um grande amor

Faria da palavra rude
um abraço ou três
Do "tem cinco minutos?"
uma noite inteira
Da última vez
uma sempre primeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário