sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Peso

Como pode pesar tanto a saudade?
Como pode pesar tanto o amor?
Meu Deus... Por que dói tanto o peso de minha própria companhia?

O peso da minha alma varia de acordo com o amor que guardo e não posso dar.

Já vi dias mais leves...

Se eu me livrar de tamanho peso, eu não sei dizer o que irá sobrar. Tenho medo que não sobre coisa alguma. Tenho força (ou tento ter) para não sumir comigo mesma e ser leve, ser alma.

Quando você voltar, serei leve, serei pena, sem peso. Mas até lá, cumpro a pena do peso da minha própria companhia.

Peço que me tire o peso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário