terça-feira, 27 de junho de 2017

365 Dias #2: "Identidade"

Cada pessoa que passa na minha vida e cada fato ocorrido na minha trajetória deixou uma marca na minha personalidade.

Algo aconteceu, no entanto, que fez com que essas pessoas e esses fatos passassem a subtrair fragmentos da minha personalidade, e não mais acrescentar.

Hoje, sou um monte pedaços colados. Sou só remendos. Sou incompleta. E cada pessoa que chega, que choca contra mim com a sua bagagem, leva um pedaço da minha própria.

Alguns rapazes levaram muito do que eu era. Meu pai levou muito do que eu era. Atualmente, estou sem proteção nenhuma - pessoas incrivelmente aleatórias e de pouca importância levam embora muito do que eu sou. Todos os dias, alguém me faz ser menos, e eu não consigo fazer isso parar.

Não me reconheço em nada nem ninguém. Já não me basto mais.

Hoje, já esqueci quem sou.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

365 Dias #1: "Pedra Grande"

Do alto da pedra
Vi o mundo ao seu lado
Do alto da pedra
Vi o mundo em seus olhos

Fica mais um pouco
Aqui no alto, aqui comigo
A gente pula de asa-delta
De cabeça nesse mundo

(me deixa
pular
de cabeça
em você)



domingo, 25 de junho de 2017

365 Dias #0

Vou tentar escrever durante um ano inteiro. Pode ser uma poesia, um conto, qualquer texto corrido sem muito sentido: vou escrever todos os dias. Farei isso por mim e pela minha saúde mental.

Começarei essa jornada de autoconhecimento amanhã. Espero que dê certo.